Vancouver Weekly elege os 40 melhores álbuns de Metal do ano de 2017

0
182

O site de notícias Vancouver Weekly divulgou uma lista contendo uma relação com os 40 melhores álbuns de Metal do ano de 2017. A lista conta com grandes nomes do gênero e o processo de seleção foi bastante inusitado. Segundo a publicação, o “quartel general” dos melhores álbuns de metal reuniu alguns nomes de peso e cada um fez um top 10. Depois disso, as listas foram confrontadas e os rankings foram criados. A ideia foi democratizar o processo e garantir que a lista fosse bem interessante… Vamos avaliar?

40 melhores álbuns de Metal do ano de 2017: Do 40 ao 31.

  • Seer: Cult Of the Void;

  • Necrot: Blood Offerings;

  • Sabbath Assembly: Rites Of Passage;

  • Kreator: Gods Of Violence;

  • All Pigs Must Die: Hostage Animal;

  • 3Teeth: shutdown.exe;

  • Tomb Mold: Primordial Malignity;

  • Fen: Winter;

  • Wolves in The Throne Room: Thrice Woven;

  • Mutank: W.H.A.T.S.T.H.A.T.

A lista, que inicia com uma emergente banda local (Vancouver, ok?) já apresenta alguns nomes de peso como a banda Kreator, além de mostrar uma boa mescla de subgêneros. Alguns deste álbuns são, na maioria, pautados na boa e velha escola do Death Metal e outros apresentam elementos progressivos e psicodélicos. Começamos bem!

40 melhores álbuns de Metal do ano de 2017: Do 30 ao 21.

  • Wormwood: Mooncurse;

  • Abhorrent Decimation: The Pardoner;

  • Céleste: Infidèle(s);

  • Tchornobog: Tchornobog;

  • Nervcast: Locked and Loaded EP;

  • Phrenelith: Desolate Endscape;

  • Sunlight’s Bane: The Blackest Volume (Like All The Earth Was Buried);

  • Striker: Striker;

  • The Ruins Of Beverast: Exuvia;

  • Satyricon: Deep Caleth Upon Deep.

Nesta segunda parte da nossa subdivisão, é possível encontrar alguns sons perfeitamente enraizados na arte mais pura do Death Metal. Além disso, o inovador Techornobog não deixa de ser extremamente interessante. A banda francesa Céleste apresenta um post-hardcore bastante original e a banda Striker é um belo exemplar de Power metal. Pelo visto essa lista com os 40 melhores álbuns de metal do ano de 2017 foi realmente bem democrática no que tange aos subgêneros.

40 melhores álbuns de Metal do ano de 2017: Do 20 ao 11.

  • Bell Witch: Mirror Reaper;

  • Infernäl Mäjesty: No God;

  • Chelsea Wolfe: Hiss Spun;

  • Sepultura: Machine Messiah;

  • Venom Inc.: Avé;

  • Terrifier: Weapons Of Trash Destruction;

  • Midnight: Sweet Death And Ecstasy;

  • Code Orange: Forever;

  • Pallbearer: Heartless;

  • The Black Dalia Murder: Nightbringers;

Nesta nossa terceira subseção do ranking dos 40 melhores álbuns de metal do ano de 2017 não podemos deixar de notar a presença dos brasileiros do Sepultura o 14º álbum da banda “Machine Messiah” é citado como o melhor álbum da banda após a saída de Max Cavalera. Nada mal, já que ele saiu do grupo em 1996.

40 melhores álbuns de Metal do ano de 2017: Do 10 ao 1.

  • Archspire: Relentless Mutation;

  • Mutoid Man: War Moans;

  • Junius: Eternal Rituals for the Accretion Of Light;

  • Power Trip: Nightmare Logic;

  • Dyscarnate: With All their Might;

  • Bison: You Are Not The Ocean. You Are The Patient;

  • Hark: Machinations;

  • Converge: The Dusk In Us;

  • Amenra: Mass VI;

  • Elder: Reflections of a Floating World.

Neste top 10 da lista dos 40 melhores álbuns de Metal do ano de 2017, quando o número 10 da lista é anunciado, os elogios são tão intensos que o texto termina dizendo, tente superar este obra. E ela foi a décima.

A sequência é realmente avassaladora e pega pelo caminho alguns trabalhos realmente excelentes, como o interessantíssimo War Moans, da banda Mutoid Man e a terceira parte do álbum conceitual da banda Junius.

Com a banda Elder em primeiro lugar, arrisco-me a dizer que a lista, no geral apresentou o melhor que o Metal teve a oferecer no ano de 2017. E não foi pouco. Colocar o trabalho da banda Elder no primeiro lugar entre os 40 melhores álbuns de Metal de 2017 foi justo, embora muitos merecessem a posição. O trabalho da banda é capaz de fazer o ouvinte embarcar em uma jornada fabulosa. Então, o que você achou da lista? Nossos amigos canadenses mandaram bem?